terça-feira, 28 de março de 2017




Eu não sei o que esta acontecendo com nós, com você, eu sinto como se estivessemos nos perdendo a cada dia mais, como se eu estivesse te perdendo. Eu não sei o que aconteceu de uma ou duas semanas atras, eu não sei o que mudou, o que mudou em você, porque você mudou, mudou em detalhes, em pequenas coisas que talvez possam não ser nada, não parecer nada, mas pra mim tem sido detalhes que acabam fazendo uma enorme diferença. Sabe eu sinto falto do cara bobo e apaixonado que me conquistou, sinto falta das palavras doces, das declarações, até mesmo das brincadeiras idiotas que costumavam a me deixar irritada e brava, eu estou sentindo falta de você, na verdade, de quem você costumava ser, falta da sua preocupação as vezes exagerada, mas fofa, do ciúmes totalmente possessivo e lindo, dos planos, dos nossos planos que você fazia, das vezes em que me arrancava sorrisos, e eram muitas…Como as coisas podem mudar e se transformar tanto em questão de tão pouco tempo? Semanas, na verdade. E então de repente você se fechou, se trancou dentro de você, talvez até mesmo sem querer, talvez nem se quer perceba essa mudança, mas ela é tão visível para mim, anda numa frieza constante, distante, não falo apenas de distancia física, mas é como se você estivesse me afastando, se afastando, emocionalmente também, agora se tornou difícil te ouvir dizer que você me ama, você não tem dito isso muito, e quando diz, quando então tentar ser fofo de novo, tentar ser o cara compreensivo, atencioso, como eu sinto falta da sua atenção, acho que essa talvez seja uma das partes onde meu coração esteja mais vazio agora, falta de você me dando toda atenção, carinho, me fazendo rir, me deixando boba, me arrancando sorrisos, eu sei que você tem tentado, tem se esforçado, mas é que as vezes parece que você esta tendo que fazer um esforço tão enorme para voltar que parece mais um sacrifício do que algo natural, real. Não quero que me dê atenção, ouvir coisas fofinhas, que diga aquelas suas coisas lindas que você costumava dizer, até mesmo vários “te amos”, por algum tipo de obrigação, eu quero ouvir, quero que seja quem você é, porque é seu, é você, não porque sou uma idiota carente que esta sentindo a sua falta enquanto você esta totalmente fechado para…mim. Eu tenho evitado ouvir sua voz, sabe por que? Porque eu estou com medo, estou com medo de nos falarmos e então eu sentir na sua voz, no seu jeito essa frieza, essa distância, esse seu fechamento e sua quietura estranha, medo de todas minhas teorias e paranoias que estou tendo agora acabem se tornando mais reais do que eu gostaria que fosse, medo de que briguemos e nos machuquemos, porque eu provavelmente irei falar que você esta estranho e você irá devolver que não esta ou que esta cansado, com sono ou com algum tipo de dor, mas na minha cabeça sera como um “Ele não te ama mais, esta se cansando, se cansou de você sua idiota.” Sabia que nesses últimos dias a hipótese de você tem conhecido um outro alguém ai e que esteja se apaixonando e me esquecendo, tenha começado a perceber que não é isso que você quer, que não sou eu a sua escola, que se cansou de mim, se encheu, sabia que essas ideias tem rondado a minha cabeça constantemente, que você provavelmente deve ter se fechado porque já não me vê, já não me ama mais como antes. E isso tem me machucado, tem me feito ficar com um aperto enorme no peito, uma angustia tão enorme que não se contem no peito, que acaba sendo colocada pra fora em lágrimas desesperadas, você sabe o que é sentir que esta perdendo a pessoa que você ama e que não pode fazer nada contra isso porque acha e sente que o sentimento dessa pessoa por você diminuiu ou acabou pelo simples fato dessa pessoa que mesmo sem querer, sem perceber, tenha mudado tanto em relação a você já não se pode fazer nada a não ser chorar e sentir uma dor, um medo desesperador? Eu sei, porque eu estou sentindo isso nesses últimos dias. Medo de falar com você e de repente não ter nenhum tipo de assunto, medo do silêncio que pode se formar entre nós. Medo de perder, já ter perdido o nosso “nós”, ter perdido seu amor, ter perdido você, é tão desesperador, rasga o peito, as lágrimas doem, o coração é como se alguém estivesse espremendo ele e fazendo um suco de tão apertado, esta doendo, doendo ver você cada vez mais fechado, frio e distante. Sei que tem se esforçado e tentado, mas então de repente o medo consome, parece não ser o suficiente, não ser natural porque quer, mas porque esta sendo forçado ou algo do tipo. Eu sei que nunca fui do tipo muito carinhosa ou que falasse muito “eu te amo”, mas o sentimento que sinto, o amor, só eu sei o quão imenso ele é aqui dentro, só eu sei a dor, desespero, angustia, lágrimas que tenho sentimento, já sentiu medo? É como se se formasse um abismo entre nós e eu estou caindo nesses abismo, gritando sem a voz sair da garganta, sem que ninguém possa me ouvir ou notar, é como se eu estivesse perdendo meu mundo. Como se estivesse fechado para mim, nos perdendo, me perdendo, te perdendo, morrendo por dentro. Me falta um pedaço seu.

O Fim Inesperado

— Não dá mais.Eu preciso de um tempo.Preciso rever os meus conceitos sobre você.Não acho que o que tivemos foi tudo em vão.Ao contrário valeu a pena cada segundo que passei ao seu lado.Agradeço por ter se arriscado numa tempestade para me encontrar quando ninguém  mais se preocupava comigo.Você foi tudo o que eu precisei nos momentos mais difíceis,me aconselhou a fazer o que era certo,mesmo quando eu me fazia de difícil. Nunca vi ninguém se preocupar tanto comigo,nem minha mãe é capaz de agir da mesma forma que você.

 — Por favor...  — Ele dizia com lágimas nos olhos  —  Não diga essas palavras.Não imagina o quanto será difícil seguir em frente quando essas palavras martelam o meu coração sem dó,nem piedade.

 — Me desculpe,Davi.Mas é assim que tem que ser.Não sei como nós aguentamos tanto tempo juntos  — Cristiana enxugava as lágrimas que lhe escorriam pelo rosto  —  Você escolheu o seu mundo e eu tenho dois dos quais não sei se sobreviverei...

Ela saiu sem ao menos lhe dar o direito de dizer mais algumas palavras.Não havia mais nada que o tempo pudesse fazer,nem mesmo um sentimento tão belo que uniu dois corações jovens e fortes.Era assim que teria de ser,talvez um dia o destino os unisse de novo,mas agora teriam de encontrar os seus caminhos e fazer com que o futuro fosse melhor do que o presente.
Todas as coisas clichês já foram ditas. Todas as dores parecem que já foram sentidas. Lágrimas foram derramadas, verdades soltas, lembranças trancafiadas. A distancia já foi posta, os olhares já foram perdidos, os motivos para sorrir já se tornaram outros. Os caminhos mudaram. Mas por que eu ainda sinto esse vazio aqui dentro de mim? Esse vácuo que chama por seu nome de um jeito desesperado. Por que é que meu coração ainda não viu que as coisas mudaram de ordem, que você mudou e eu também mudei? Por que tudo não pode ficar tudo bem? Talvez isso seja porque houve toda mudança em tantos aspectos, mas não houve mudança nenhuma ali. No coração. Os sonhos são os mesmos quando eu fecho os olhos, o calor é o mesmo quando você chega perto, a respiração é a mesma em cada pensamento sobre você e o sentimento? Ah, esse mudou e continua mudando, porque agora só é aquela saudade profunda que inflama mais a cada dia que passa
Já fui uma garota simples e odiada por todos.Não conseguia acreditar nos meus sonhos e em partes ainda não consigo acreditar.Tudo o que faço parece estar sempre errado.Me tranco no banheiro e deixo minhas lágrimas saírem uma por uma,mas elas insistem em sair em grupo.Olho no espelho e vejo uma garota triste e estranha me pergunto:

- Essa sou eu?
Mas nem eu mesma consigo obter a resposta desejada.Algo prateado reluz no lavatório e vejo que é uma gilete.Pego este pequeno objeto e me pergunto o que devo fazer...
A resposta surge e pouco me importo com o efeito que irei causar....me corto até sangrar.....

A Cruz de Zeta

Júlia é uma garota de apenas dezessete anos que muito se esforça pelos estudos para poder realizar a prova do ENEM. Mora com seus pais na cidade do Rio de Janeiro. Dentre muitas amizades que ela poderia ter a sua relação com Mariana é mais forte e intensa.

Numa de suas conversas com Mariana, Julia acaba de contar-lhe que conversava com um rapaz chamado Fernando pelo facebook. Todas as vezes que ela lhe pedia para lhe enviar uma foto havia algo de errado. As fotos sempre eram de perfil ou estavam fora de foco impossibilitando identifica-lo.
Mariana achava tudo aquilo demais, pensava que pudesse ser algum tipo de brincadeira de Julia. Com vontade de chorar, Julia preferiu continuar como estava sem revelar algo mais.
Depois da aula, Julia foi para casa e infelizmente sua mãe decidira interroga-la. Não desejando aprofundar a briga, Julia contou apenas o que achava necessario.Depois foi para o seu quarto e ali ficou observando as estrelas. Ela sempre observava uma que brilhava mais forte e que parecia compreende-la e de toda a tristeza que carregava em si.

No dia seguinte Julia e seus pais viajaram para Teresopolis. Na noite anterior tivera um sonho que parecia ser real e durante a viagem não apagava de sua mente. Numa das pausas que fizeram para comprar alimentos para si, Julia sentiu ser observada por um rapaz loiro e de olhos azuis. Distraiu-se por um momento e não mais o viu e assim foi ao longo do dia entre encontros e desencontros.
No show da banda que esta tocando na cidade, a jovem se encontra com os seus amigos de Teresolopis. Ela só não sabia que daquela noite em diante sua vida mudaria completamente e com essas mudanças traria o misterioso Marcos para sua vida.

Entre momentos repletos de aventura e romance o nosso casal protagonista acabam por descobrir verdades sobre as suas devidas origens. Fazem aliança com um povo que até então não era muito bem visto por eles.

Esse livro conseguiu me cativar e desejar mais essa aventura. Uma historia apaixonante, cada detalhe, cada pensamento é perfeito

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

É triste pensar que nem todas as pessoas entendem o que se passa na sua vida. Não é fácil estar disponível vinte e quatro horas por dia. Doí profundamente. Você quer estar junto, mas também tem que dar prioridade às suas escolhas, buscar novos caminhos para que todos os seus planejamentos deem certo.
É dificil trabalhar trabalhar com algo que você gosta pra manter o que você ama. Meus sonhos exigem muito sacrificio. Ao menos uma vez entendam as minhas escolhas.

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Não Tranque a Porta - Amanda Agatha



Sinopse:

Princesas nem sempre são bem educadas ou seguem à risca as regras já estabelecidas para honrar o título que carregam. Lorena é prova viva disso, pois não se importa com julgamentos alheios ou olhares de reprovação. Disposta a encarar novas aventuras e aproveitar ao máximo as sensações que o sexo casual proporciona, faz questão de deixar de lado os parâmetros sociais e coleciona inúmeros casos de uma noite com príncipes mal intencionados. Quando não se procura o amor, nem faz questão de vivê-lo, a solução é deixar todas as portas abertas para divertir-se ao máximo com os que estiverem dispostos a satisfazer os seus desejos mais sensuais. O que Lorena não sabe, é que nem sempre é necessário estar à procura para esbarrar em sentimentos que não imaginava  que realmente pudessem existir.






Minha Santa Nora Roberts! Que conto é esse?
Não tem como não amar a forma que a Amanda escreve.
Quem é que poderia esperar que o conto te prendesse do começo ao fim. Cada frase, cada paragrafo é um verdadeiro deleite para os leitores. Lorena e Max te atraem desde o primeiro momento. O leitor é sugado para dentro daquele cenário real como se fossemos a platéia de um espetáculo teatral. Uma escrita sensual e prazerosa que permite o leitor sentir todas as sensações dos personagens.
 A forma que ela escreve me lembrou muito Nora Roberts. Não se trata de uma escrita vulgar, mas sim sensual. <3

Só lhe peço que pense à respeito de dar uma história completa  da Lorena e Max nesse cenário maravilhoso.
Amanda Ágatha ganhou mais uma fã!