quinta-feira, 19 de novembro de 2015

O Retrato

Aqui estou mais uma vez parada diante desse espelho. O meu reflexo sem vida e sem expressão se torna minúsculo diante de tantos pensamentos conturbados da minha louca vida. Pessoas ao meu redor conversam sobre os mais diferenciados assuntos, mas minha mente  me mantém presa na minha realidade. Olho para o lado e vejo um rosto amigo que me acalma diante desse agito. Um sorriso sincero me é oferecido e assim o retribuo.

Os  primeiros traços começam a ser desenvolvidos. À primeira vista pode ser que eu ainda seja eu, mas o sentimento interior fora substituído por uma outra personalidade. Saí uma adolescente comum para surgir  uma mulher sedutora e provocativa. Uma mulher que sabe o que quer.

O que antes era sem vida, ganha cor  e formas. Um brilho intenso no olhar reflete os novos pensamentos. Agora é hora de mostrar o que faço de melhor...

Nenhum comentário:

Postar um comentário